quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Rio


Cry me a river



Minha alma


chora


Vejo


o Rio de Janeiro.

Marina ZL


Amanhã mais um SESC vai ser inaugurado: o Belenzinho.

Isso é bacana: espaço para o lazer.
Nunca é demais. Parece sempre de menos.

Mas tem um algo a mais, um diferencial: a Marina.


Eu tive uma alegria, um privilégio profissional: ela era gerente do SESC Pompéia quando eu trabalhei lá. É indescritível o que ela fez por mim, uma inexperiente em assuntos corporativos. E como era querida peloso funcionários. Não era só eu não...Sabe ser justa, equilibrada e humana! Sim: existe gerente assim.



Tantos recados já mandei pelos meus colegas, e deixo mais um aqui:
Meus singelos e sinceros parabéns, Marina.

Gerente-cais onde os barcos da alegria se abrigarão com segurança.
E um sussurro:
jamais esquecerei de tuas palavras ao meu ouvido, no meu último dia no Pompéia. Obrigada!

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Rock Sinfonica

Kid Vinil.
Banda Sinfonica do Estado.
Roquenroll.

Toda atitude naquele
concerto
que conserta aquela sala fria
acusticamente perfeita
gélida

Little Richard
The Doors
Chuck Berry
Bill Haley
Jimi
Bob
Mick
Pink

Pink-choque
pezinhos pulsando
cabecinhas pulando

we will rock you
sala são paulo.

Yeah.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

adeus

todas as vezes que eu disse adeus
para todas as pessoas
eu queria mesmo era ficar
acolher o sentimento

sábado, 23 de outubro de 2010

Voz e Violão

Magali e Floriano



voz e violão



29/10/2010 - sexta - 21h

No charmoso Dartur Bar

R. Artur Azevedo, 526




Esperamos você.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Flowers

Se eu pudesse


acabaria


com todas as guerras...




as mais cruéis:



cotidianas.




Flower Power

where are you?






terça-feira, 12 de outubro de 2010

Choro-brasil

Uma música bem-brasil.

Quem toca choro sabe que faz som-brasil.

Mas leva na flauta.
No cavaquinho e no violão.

Clarinete pandeiro e o que vier eu traço.


Eu canto choro sim.

Tem choro com letra mais conhecido pela melodia.
Tem choro sem letra.

Pra esses, em alguns coloco letra.
Viro parceira.

Mas o bom mesmo é que canto choro.
Transito com meus queridos chorões
na música-brasil
com todos os suingues.

A gente chora.
Sem dó.

Melhor: com dó.
E todos os tons!

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Viva o escuro do céu




O céu é um patrimônio da Humanidade.
Infelizmente, um das poluições menos conhecidas, a poluição luminosa, tem nos tirado o acesso a essa beleza, o céu noturno.







A contaminação luminosa impede 99 por cento dos europeus de ver a Via Láctea a partir dos seu
s lares, revelaram vários cientistas, quando apresentaram a iniciativa Starlight que pretende
um uso racional de energia e mais eficiência nos sistemas de iluminação
artificial.

Uma das principais causas da poluição luminosa é o desperdício de luz. Assim, não é preciso apagar a cidade, mas cuidar para que seja iluminada corretamente.

O brilho noturno deve ser das estrelas.


Olhar os céus sempre foi uma fonte ancestral de inspiração, de cultura e
de ciência.







Vamos preservar o céu noturno, combatendo a poluição luminosa.

Visite:

domingo, 5 de setembro de 2010

Música.

Magali Geara e Floriano Villaça
Bocadinho mais: sonzinho gostoso.
Num lugar bacana mesmo!
10/09/10
Sexta, a partir das 9h
Dartur Bar
Tel.: 2597-7132
Rua Artur Azevedo, 526
(Próximo à Praça Benedito Calixto/paralela à Av.Revouças e Teodoro Sampaio)
Espero vocês.
Magali*

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Libera geral

Hoje, um médico renomado, conversava comigo e meus colegas de mestrado.

O asssunto era a DE: disfunção erétil, sua especialidade.
De modo divertido, nos esclareceu muita coisa.

Contou que uma das causas da tal fuga venosa peniana (aquele escape de sangue que deixa as coisas assim meio sem aquele embalo total) é sequela do uso das dogas mais comuns: álcool, tabaco e...quem diria! a erva considerada como droga leve: a maconha.

Ela afeta músculos sobre os quais os homens não teriam domínio (já as mulheres com pompoarismo teriam um pouco mais de acesso a eles). A erva amoleceria esses músculos. E, junto com o escape, tá feito o pudim.

Lembra o ditado que diz que "c... de bêbado não tem dono"? Hoje, depois desse papo, vou olhar o bebunço com certa pena...

Álcool e tabaco são drogas lícitas.
Mais um estrago delas fiquei sabendo hoje....

Quem vai batalhar a liberação da maconha?
Eu não.
Libera geral, mas o sexo feliz.

UI!!
Ah! e o médico falou mais: que dança com a esposa todo sábado. Há 25 anos. E viajam. Se divertem. Muito pra ensinar, esse médico...

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Gol?!

GOL!!
Como assim?!
Onde é que as coisas vão parar?

Esse pessoal inexperiente quer começar estourando a boca do balão fazendo gols?
Não é bem assim que a banda toca....

Gol é prerrogativa de quem tem experiência, antiguidade , sabedoria.
Essa juventude não respeita nada mesmo! Com que arrogância meteu aquela bola no gol! Onde já se viu isso?!

Bons os tempos onde a ordem era respeitada; os mais velhos faziam gols; e as mulheres usavam espatilhos...O peso da camisa era respeitado.

Mas, nem tudo está perdido!
Há uma luz no fim do túnel...

A Fórmula 1 há de trazer de volta o respeito pela hierarquia, instituições e impor o valioso ditado, há muito esquecido: manda quem pode, faz gol quem tem juízo!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

A melhor


Nada
de cocaína
crack
heróina
maconha
álcool
LSD
e o que mais lembrar.

A droga do século, que bate legal
leva ao delírio
dá poder
te possui total:







trabalho trabalho trabalho

Joga pedra!?


Uma iraniana, Sakineh Mohammadi Ashtiani, foi condenada à morte por apredejamento pelo crime de adultério.

Essa pena mobilizou uma campanha internacional pelo cancelamento da execução.




Mas ela está presa desde 2006, acusada de manter relações ilícitas com dois homens, depois da morte de seu marido.

Depois da morte de seu marido!

Ela já foi punida com 99 chibatadas.


Que mundo é o nosso onde ainda cabem barbaridades como essa?


Quem vai atirar a primeira pedra?

domingo, 18 de julho de 2010

Nem uma palmada

Então vai ser lei.



Nem uma palmada nos filhos.


Eu nunca bati no meu filho. Minto: apenas uma vez. Eu me descontrolei. A culpa foi minha, tenha ele feito qualquer coisa. E meu filho é dez.



Eu o ensinei a dialogar.
O que aprendi com o meu pai. Que me bateu apenas duas vezes. Num momento difícil de sua vida.



Mas apanhei muito sim.
De cabo de vassoura, na cara, jogada no chão com a mão e o corpo agressivo por cima. De uma bruxa. Bruxa que não usou esse método de "educação" com suas próprias filhas. Ao contrário. Nunca a vi bater nelas. Nunca.


E ter apanhado tanto não fez de mim uma pessoa melhor, como podem defender os adeptos da violência. Ao contrário. Machucou demais e me deixou marcas de tristeza. De como uma só pessoa pode destruir o mundo.



Eu sou contra, sempre, o maior bater no menor.


Seja pai, mãe, tio, professora.

Também acho bem triste que precisemos de uma lei que regule a violência doméstica. Demonstra o quão incivilizados estamos, o quão precisamos de freios externos. Assim como a Lei Maria da Penha.



Como não temos educação, precisamos do medo da punição da lei. Essa lei que se intromete no gênero do parceiro com quem casaremos, pro exemplo.



Triste de nós, que educamos pessoas como se fossem animais selvagens: com adestramento e domesticação.



Depois eles crescem, matam Elizas, Isabelas, Mércias etc.
Aprimoram a violência que aprenderam dentro de casa.


Quanto carinho ainda teremos que receber e aprender a dar...para nos civilizarmos.


EU AMO MEU FILHO.
QUEM AMA, NÃO AGRIDE.



Mão de adulto é pra orientar. Não pra machucar.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Pensando naquilo II


Bacana.

Los hermanos argentinos aprovaram hoje a lei que permite casamento entre homossexuais.

(Bacana vem de Baco; lembra bacanais...)

Dou meus parabéns.
E meu apoio.


Por que a lei, a sociedade, pretende determinar quem se ama?
Que diferença faz, na prática, se durmo com alguém do outro ou do mesmo sexo?


Cá entre nós : Quem tem a ver com isso?


Viva o amor!
Acho bonito casais abraçados, demonstrando carinho: sejam jovens, heteros, homos, velhinhos, bodas de ouro, ou uma "ficada".

A moral muda com a mudança dos costumes.

Nossa lei tá precisando dar um rolê em Buenos Aires...




Viva o cupido livre pra voar.

E flechar.
Sem preconceitos, cheio de amor...

terça-feira, 13 de julho de 2010

De Palheta

E foi com um sopro.
Sopro divino
de um ser iluminado
Um mago
que não anda,
flutua;
que não fala,
cria;
que não toca,
gera.
Alquimista
que transforma ar
em êxtase.


Para Paulo Moura
há dez anos atrás.

É Paulo, é rock, é música!



Ingênuo

Ternura

Espinha de Bacalhau
Peguei a reta...


No Dia do Rock,

Paulo Moura foi tocar seu clarinete transparente noutras bandas.



Tô triste.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Pensando naquilo


Quem nunca ouviu dizer que "falhar" naquela horinha é uma situação constrangedora para o homem?

Bobagem... Imagine!
Os homens talvez não estejam assim tão preocupados com seu desempenho sexual que, afinal, é um "espetáculo" assistido apenas por uma pessoa.

Bom mesmo é ser aplaudido por vários com carrão do ano, cargo importante, grana no banco.

Homem moderno não transa.
Trabalha.
Não manda flores: descola clipes.

...


Os costumes mudam e mudam tudo.
A virgindade já foi motivo de especulação, morte e desonra.

Minha geração a viu perder força.
Hoje, quem liga pra ela?

A moçada de hoje pode estar vendo a mudança de outro "tabu": o da "fidelidade" conjugal (fidelidade entendida aqui como controle do corpo e do tesão do outro).

Um dia ninguém mais nem se lembrar disso, como já esquecemos de outrora sem celular.


Ou do cinto de castidade...



...

Quem sabe Eva seja finalmente perdoada....
Adão trabalhava demais....


...

Da música da Rita Lee, Amor e Sexo (ô musiquinha bacana..)Amor é um. Sexo é dois.
Amor pode ser um, sim.
Posso amar e o outro nem saber.
Coisa chamada de amor platônico, talvez.



Sexo sempre é dois. (Ou mais.)
Tem que ter acordo, papo, chaveco, lesco-lesco.

...
pra mim

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Jogo diplomático

O Luiz,
português,
dono de uma das minhas padarias,

definiu:
"Brasil X Protugal: jogo diplomático".

Ele usava camisa do Brasil e, por baixo, camisa de Portugal. Sorria aberto.

Tirava fotos de seus funcionários com a bandeira de Portugal. Sorriam amarelado. De Brasil.

Qual melhor lugar do mundo para assistir uma partida de futebol entre Brasil e Portugal?


Na padaria!
Foi lá que eu fui.
E ainda saí com uma torta de ricota maravilhosa.
Jogo totalmente diplomático.

domingo, 20 de junho de 2010

Brechó


Brechó é loja de antiguidades.
Coisas antigas, como as histórias infantis.

Branca de Neve e os Sete Anões.
De lá, Dunga leva seus sobretudos.

Sobre tudo que diz.

Dunga, com a capa da Branca de Neve, de capuz e tudo, simula calma.
À espera do Lobo Mau.

Um vulcão que entra em erupção.

Nem precisa de leitura labial pra entender o xingamento que dirigiu ao juiz Stáphane Lannoy, no jogo contra a Cote d'Ivoire.


A cote

Côte D´Ivoire

Fazia parte da Africa Ocidental Francesa

Foi república autônoma dentro da Communauté Française.

O Parti Democratique de la Côte d'Ivoire foi o único partido até 1990.

A língua que predomina é o francês.



E leva o juiz - francês - pra Copa.: Mounsier Stéphane Lannoy.



Bien sûr.

O que a jabulani tem?


Uma bola de supermercado, ou sobrenatural.


Meio estranha que corre


pula


corre


e foge.


Bola que foge do jogador.





Ela é que dá olé.





Bola com nome. Chiquetosa.


Sim:

Senhora Jabulani.





Não se pode sair falando de madames.



Fina, foge.





Foge por que é esfericamente redonda, milimetricamente redonda. Precisamente redonda.


Não vai se dar ao desfrute de pernas, chuteiras e jogadores malacabados.





Voa.


Com seus emblemas em 3D.


Moderna.





Convida a uma celebração.


Perfeita.


Uma deusa.





Mas escapa: somos humanos.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Inimaginável

Imagine




John Lennon



música de propaganda de banco







Inimaginável.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Amigo

"Perguntas-me qual foi meu maior progresso?

Comecei a ser amigo de mim mesmo."



Sêneca




"Que cada um possa fazer as pazes consigo, com seu sexo, sua história, seu presente; os que conseguem dão um passo decisivo na difícil e excitante arte de viver."


Abrão Slavutzky



To nessa.


Magali

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Arroz com feijão


Fazer sexo com a mesma pessoa


é como comer arroz com feijão


todo dia.




Ou não.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Pessoas sim! Cargos não!







eu já disse aqui
e me repito

repito por que preciso

preciso das pessoas
ignoro seus cargos

pais, mães, filhos, irmãos, primos, tios nada
nada são

só são se assim são considerados
e assim construídos

eu construo minha família de sangue solidário
pessoas-amigas
família real
de tanto faz o sangue
vale o amor

nem sempre as flores vêm da mesma árvore
dizia meu pai
aprendi com ele



quarta-feira, 7 de abril de 2010

Tango

Recebi esse vídeo de um tango.

Vejo nele um momento de perfeição para um casal.
Que não vem pela dança, apenas. Mas que se vem (seja pela dança, pelo diálogo pelo afeto) mostra que é possível vir.

Ele apresenta a feminilidade compatível com a força; assim com a masculinidade junto à delicadeza.

Quanto cada um se empenha para que o outro entenda sua história. Seu gesto.

Os esforços e cada um para, reservando a individualidade, viver com o outro.

Vencer obstáculos, se mostrar, fugir, ficar, crescer.

Para finalmente
beijar.

video

segunda-feira, 8 de março de 2010

Carta aos homens














Hoje, convencionado o Dia Internacional da Mulher, escrevo aos homens.



Carta aos homens



A cada lua, um ciclo.

Mudanças intensas, estejamos de saia, tailleur ou avental.

Mudanças que se embalam ao vento
Ao fogo
À água
Ar

Como o mar que não para
lagoa profunda
estrela ou lua

tudo leva ao encontro
embora
por vezes
possa parecer que não.


Creiam.
Acalmem-se.



Segredo:
flor
amor
calor

Só isso. Mais nada.



sábado, 6 de março de 2010

Tempo não é dinheiro

Quando falta tempo, falta tudo.

Falta aquele esforço que deriva da vontade de ficar, de fazer, de conseguir.


Esforço que só existe quando se quer. Quando não se quer, "não se tem tempo". Consciente ou inconscientemente.



O tempo é a medida do que gostamos. Só investimos tempo no que amamos. Seja lá o que for.




E das coisas que existem, algumas são, por essência, exigentes de tempo. Por exemplo relacionamentos, sonhos, comidas e hortas.






Para ter uma fruta, é preciso plantar a árvore, cuidá-la. Esperar.
Igual com bolo ou delicioso jantar. Cozinha não aceita apressados.
Estudar: sonho de tempo.



E os relacionamentos... ah... os relacionamentos....








Amores

Família

Filho

Colegas

Animaizinhos





Onde está seu investimento?




Tempo não é dinheiro. Tempo é amor.



"A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê, passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado.
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor que está à minha frente e diria que eu o amo....
E tem mais: não deixe de fazer algo que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas a seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará."
Mário Quintana

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Borboletas






Coloridas

Alegres

Felizes

Leves

Livres










Voar colorido.





Lagarta.

Casulo.

Silêncio.




Cor.







Minha alma: calma colorida voa.


Enfim em mim


Borboleta


sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Amor

Eu penso no amor
como um sol intenso ameno e simples

De doces
e quentes momentos

De intensa
e delicada vida

como rosas vermelhas
amarelas
azuis
belas

Penso no amor simples
calmo
quieto
que vive de si mesmo
de palavras e olhares

Penso no amor
como felicidade
do encontro

Penso no amor que procuro pra amar

domingo, 3 de janeiro de 2010

Choro por São Luiz

Choro
por São Luiz do Paraitinga.

Cidade linda de doces moradores.
Qualquer um, a qualquer hora, de portas, janelas e corações abertos para nos mostrar suas riquezas.

Capelas. Chaves no vizinho.
Casa da Vó Nira. Loja que se entra na casa.
Casa de Aziz Ab'Saber.
Casa de Oswaldo Cruz.
Casas e pessoas da História do Brasil.

Mazzaroppi.
Elpídio dos Santos
Paranga


Igreja que tomba.
Ruindo choro pela chuva
Que carrega consigo nosso passado na sua beleza singela
para sempre no nosso coração.

Quem a viu na Praça da Matriz
bela
doce
feita sala de cinema
sala de show
à luz da lua
jamais a esquecerá.

(Querida Renata, pessoal do Paranga, tantos amigos daí: digam se posso ajudar de alguma forma. Qualquer coisa. Para reconstruir nossa igreja, nossa história, contem comigo. )


Doações:Todos os Quartéis da Polícia Militar são postos de arrecadação. São necessárias doações de alimentos não perecíveis, água, roupas, leite de caixinha e colchões. http://www.polmil.sp.gov.br/inicial.asp