sexta-feira, 10 de abril de 2015

Ouro em água


Onda verde

A mocinha do caixa, no mercado, quis dar o troco em sacolinhas.

- De jeito nenhum.  Eu não posso prejudicar a Natureza não pagando pela sacola.

Eu, que achava que eram estradas, carros, indústrias, consumo, essas coisas, que prejudicavam a natureza, agora que percebo que uma simples sacolinha é a solução, não abro mão de fazer minha parte.

Veio o gerente.

Ele explicou detalhadamente a relação entre o dinheiro, o meio-ambiente, a sacolinha e minha estupidez.

Mas eu quando encasqueto não arredo pé.  Queria pagar pela sacolinha.

Esse gerente deveria ser demitido por que não está vestindo a camisa do Pão de Açúcar, lugar sem fins lucrativos e de gente feliz.

Cancelei a compra e fui pro Saint Marché.

- Vai querê saculinha, me perguntou a mocinha do caixa, entediada. 

Tem gente  que não percebe mesmo sua importância na participação da limpeza do planeta.

- Claro!

Embalamos as trinta garrafinhas plásticas de água para o mês, as comidinhas na bandeja, os refrigerantes, chocolates,  sacos de lixo (que não vou usar as sacolinhas, pelamordedeus), chicletes, importados, vinho, batatas Pringles e todo o resto.

E comprei mais 45 sacolinhas. Só pra ajudar o planeta.


Espero que a Mãe natureza utilize bem esse dinheiro proporcionado pelas sacolinhas.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Mosaico.









"As novas famílias, nas quais participa a mulher do pai,

carregam o esforço simbólico, 

intelectual e afetivo de inventar novos valores.








Isso revê, antes tarde do que nunca,
 
a perigosa ideia de supervalorização do biológico, ou:
 
aos meus pares biológicos a proteção; aos outros, a guerra." 






Fernanda Carlos Borges

Mãe. De verdade.





Uma mãe deverá ser "feita depois do parto".

Precisa virar "mãe que cuida".

Nem sempre essa mãe é a mesma que pariu. 









Fernanda Carlos Borges

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Betty, balança!

Como nós nos apequenamos!

Que feio... que feio.... que feio agredir Betty Faria por ser uma mulher de 72 anos de biquíni na praia!

Cada um que olhe o que quiser...

Tanta loira bombada com hidrogel, olha lá.

Gente chata, careta, covarde.


Saudade dos hippies - não voltam mais -  que aceitavam o corpo como ele é.




Betty, balança, meu amor!

Santa Leila Diniz!!

Rogai por nós!!!





segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Diplomacia


Sou neta
sobrinha
e filha
de diplomatas.
Sou da Paz e não da faixa de gaza.
Sou do afeto, não do egoísmo.
Sou da casa, não do barraco.









Entendeu ou quer que desenhe mais?

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Mostarda e maçã.



Medalhão de Filet Mignon ao molho mostarda escura
Purê de maçã
Batata palha.

Ah! E teve sobremesa:
Cocada cremosa ao forno!